quinta-feira, 27 de setembro de 2007

O que eu fazia lá no Porto...

Todos sempre vinham com aquela famosa pergunta quando dizia que estava trabalhando no Porto de Vancouver: "e o que você faz lá?!?" O que eu FAZIA na verdade, porque era trabalho de temporada; agora que o Verão acabou, acabou também o trabalho. Mas pra registro, vamos lá:

O trampo era em uma empresa de cruzeiros chamada Princess Cruises. Sabem aqueles navios monstro que de vez em quando aparecem na TV? O Porto de Vancouver tem um ancoradouro pra 3 deles de uma vez. A Princess Cruises não é a única empresa que faz isso por lá, diga-se de passagem. Os dias dos cruzeiros deles eram Sábado, Segunda-Feira e Quarta-Feira. Às vezes não tinha às Quartas.

O navio então chegava pelas manhãs, geralmente às 07:00 (f**a porque tinha que acordar às 05:00), e todos os passageiros eram então classificados por ordem de prioridade de desembarque. Prioridade essa baseada nos horários dos vôos. Os vermelhos, por exemplo, tinham vôos antes das 11:00 e desembarcavam inclusive sem a bagagem. Só iriam encontrar com ela direto no aeroporto. Nisso tinha gente que ia pra hotel, pra Seattle direto de ônibus, etc.

Fechada essa ordenação, vários ônibus eram designados pra colocar toda essa gente - em dia de navio grande eram aproximadamente 3.000 pessoas!!! O povo saindo (contrariado) nas plataformas e a gente direcionando eles pros ônibus ou táxis.

Mas o que eu fazia mesmo? Não escrevi até agora, né? Rerererere... Tive mais ou menos umas 6 funções: contagem dos passageiros, ajudar a carregar as malas nos ônibus ("AS" malas, não "OS" :-) ), conferir os nomes dos passageiros nos manifestos, ajudar os caras a encontrar as bagagens na sala de desembarque, controlar as filas gigantescas e coordenar a saída dos táxis.

Isso foi pela manhã, que acabava por volta das 10:30 em dia de navio grande e por volta das 9:45 em quando era o pequenininho.

Feito um intervalo pro lanche, segundo turno, que correspondia a colocar outro pessoal no navio. Aí era um pouco mais sossegado, porque não tinha que conferir nada em ônibus. Só tinha que esperar a galera embarcar.

Mas é claro que não era tão simples assim. Na alta temporada, os cruzeiros vão sempre pro Alasca. Era complicado dizer pros passageiros que eles estavam saindo do Canadá pra entrar nos EUA, então todo mundo achava que a aduana na verdade era o check-in do cruzeiro. Explico: quando é uma viagem de avião, primeiro se faz o check-in no guichê da companhia aérea e depois passa-se pela alfândega no aeroporto. No porto aqui é o contrário e isso bagunça a cabeça do povo! Rerererere...

Minhas funções: fazer o check-in dos passageiros e outras vezes coordenar a fila da aduana; é que tínhamos que separar os estadunidenses e canadenses das outras nacionalidades, que precisavam preencher uma fichinha de entrada. Coisa simples, mas é incrível o que podia acontecer em horários de pico naquela fila... Enfim, lá pelas 16:00 já se tinha coisa de 99% do pessoal dentro do navio e ficávamos até as 16:30 esperando os retardatários. 16:30 porque aí recolhiam as amarras e já era!

Como a Sílvia disse no post dela sobre o trabalho no cinema, foi um grande aprendizado. Tem gente de tudo quanto é idade e formação: estudante fazendo um qualquer pra faculdade ou pro colégio, gente que tem outros 2 trabalhos complementando a renda, gente se divertindo mesmo, pessoas de mais idade fugindo daquele paradão da aposentadoria,... Um outro fator bacana é que a gente sempre dá muita risada e isso valeu muito a pena. Muita gente divertida e que gosta de festa! E como gostam!!! Rerererere...

A despedida foi com vinho espumante e bolo. Aquele troço subiu com uma velocidade impressionante e fiquei bêbado como não ficava desde o dia das 6 cervejas e das 3 tequilas (2002). No outro dia amanheci com a barriga doendo de tanto rir. Afff... Muito bom! Valeu mesmo a experiência e acho que volto no ano que vem, nem que seja pra trabalhar somente no fim de semana.

Abraços!

4 comentários:

Cristiano Bertolini disse...

lembrei daquele filme "Cruzeiro das loucas" hahahaha
massa o blog seu Glydin e dona Silvia, vira e mexe dou uma passada pra ver as news...
um forte abraço

Fabiane Bueno disse...

Silvia e Gleydinho estou com saudade de falar com vocês...Ultimamente não temos mais nos encontrados,nossos horários não fecham mais...hehehehe!!!
Um grande beijo para vcs...
Inté.
Fabiane

Sérgio disse...

Olá,

Durante este ano, estive planejando estudar no Canadá objetivando melhorar meu inglês. Comprei um curso e vou ficar em homestay. Estarei indo dia 16 de Novembro/07 e fico até 17 de Dezembro/07.
Pensando um pouco mais depois, estou fazendo um projeto de morar e trabalhar ai durante o ano que vem.
Sou formado em engenharia elétrica, atualmente trabalho numa empresa de automação, e gostaria muito da ajuda de vocês pra poder me encaixar em alguma empresa ou indicar outros lugares que eu possa arrumar uma vaga.
Muito obrigado.
Beijos.

Dani Carvalho disse...

Silviaaaaaaaaa!!!
Que legal que vcs ainda continuam atualizando o blog! Tava com vc na cabeça entrei aqui e deu a sensação de que vcs nao estao tão longe. :)
Desejo tudo de bom para vcs.
Abraços!
Dani