sexta-feira, 3 de agosto de 2007

Balanço

Olá a todos os nossos amados leitores :-)

Esta semana eu estou fazendo um post pra contar as aventuras de uma brasileira no mercado de trabalho canadense. Como todos ficaram sabendo dos posts anteriores, depois de mais de três meses de espera e procura, muitas desilusões, alguns banhos de água fria eu finalmente consegui um emprego na minha área.

Agora faz uma semana que comecei, estou super feliz e agradeço a todos os amigos (inclusive os que ainda não tivemos o prazer de nos conhecer pessoalmente mas que acompanham o nosso blog) pela força e pelas palavras de incentivo. Vou aproveitar e fazer um balanço das coisas nesta primeira semana de trabalho.

O AMBIENTE:

Bom eu dei uma sorte do @#$%. O ambiente do escritório em que trabalho não podia ser melhor. Todo mundo é super agradável, estão sempre dispostos a ajudar, entendem que eu estou sendo treinada e que os primeiros meses são sempre difíceis. As pessoas saem para almoçar juntas, mas normalmente vão é dar uma caminhadinha na orla (o escritório fica na praia) e comem em frente aos seus computadores mesmo.

A CHEFE:

Mal comecei e a minha chefe já saiu de férias hehehe. Mas também dei muita sorte com ela. É uma pessoa super agradável, simpática e está me dando todo o apoio que eu preciso. Como ela queria alguém para treinar ela está vendo o meu passado jurídico com ótimos olhos, a gente consegue trocar figurinhas de igual pra igual sem ela se sentir ofendida ou nada deste tipo, acho que isto acontece graças a entrevista porque fui muito sincera falei o tipo de coisa que costumava trabalhar no Brasil e expliquei que não tinha nenhuma experiência Canadense. Então ela sabe exatamente o que ela pode esperar de mim.

OS HORÁRIOS:

Minha maior dificuldade até agora está sendo adaptar meus horários de trabalho ao ritmo canadense. Estava acostumada a trabalhar 8 horas por dia no Brasil, nunca imaginei que iria ter problemas para trabalhar SETE! Só eu mesmo pra fazer uma coisa destas... Quando chega as 16horas, horário que eu acabo, eu esqueço completamente e acabo saindo sempre atrasada. Sou louca mesmo, eu sei.

Para as pessoas que já trabalharam comigo e para os meus amigos mais próximos acho que isto não é muita surpresa porque sempre fui chamada de “caxias”, tenho uma dificuldade tremenda de levantar a bunda da cadeira se acho que ainda não acabei o que deveria ter feito naquele dia. Detesto ir pra casa com aquela sensação de que amanhã terei que chegar e acabar o que comecei ontem... Eu não descanso direito. Resumindo: LOUCA!

DOIS EMPREGOS:

Resolvi continuar no cinema, uma porque gosto e outra porque sempre fui ligada no 220W e não acho que o dia fica tão grande assim, até porque no cinema não trabalho todos os dias. O trabalho do cinema é ótimo, pelo menos eu estou gostando muito, te ensina a ter humildade, a respeitar as pessoas e, ainda, te dá direito a filmes grátis.

Nesta primeira semana foi meio complicado eu trabalhei uma média de 11 horas por dia, não deu tempo de preparar almoço nem passar um tempinho de qualidade com o eu maridinho lindo. Mas quando a gente resolveu se mudar pra cá eu disse pra mim mesma e para quem quisesse ouvir que faria o que fosse preciso, e acho que agora é a hora de mandar ver! Mas que ontem eu não estava prestando pra nada eu não ‘tava mesmo.

A LÍNGUA:

Digitar em Inglês pra mim é o cão!!! Quando eu tenho que copiar alguma coisa vai tudo bem, mas escrever um e-mail ou alguma coisa que a minha chefe está me ditando é um suplício!
Ontem como eu estava muito cansada, aconteceu uma coisa que ainda não tinha acontecido, me faltaram palavras. Descobri que o meu cérebro trabalha a princípio em Português e que quando ele está capengando pra fazer ele pegar em Inglês... Só no tranco. As vezes fico com medo de atender o telefone, porque começo a gaguejar hehehe. Acho que com o tempo as coisas vão melhorar.

INSIGHTS:

Gostaria de dividir com vocês algumas coisinhas que aprendi desde que comecei a trabalhar, na verdade este é mais um lembrete pra alguns conterrâneos que encontrei pelo cinema, alguns estudantes brasileiros que me deixaram bem triste com a nossa educação:

1. Todo mundo aqui em Vancouver tem um passado, a pessoa que está limpando as mesas lá no cinema pode ser um engenheiro de projetos, um profissional da informática ou um estudante universitário que está ganhando uma graninha extra;

2. Todo mundo merece respeito, o Brasil não é um país de castas como a Índia, mas fico impressionada com a quantidade de brasileiros que olham os outros de cima para baixo;

3. Para a minha amiga Ane: por favor não deixe as coisas sobre a mesa pra gerar empregos, é pura ilusão, a única coisa que acontece é que além das outras coisas que as pessoas já tem que fazer ainda precisam ficar servindo de babá juntando a bagunça alheia (hehehe);

4. Pessoas com deficiência física ou mental podem ser aproveitadas em tarefas simples, é maravilhosa a oportunidade que estou tendo de conviver com pessoas tão diferentes inclusive portadoras de deficiência. Mais uma vez, respeito é a única coisa que se pode oferecer, não adianta tratar ninguém como “coitadinho”, ainda que a pessoa tenha alguma deficiência normalmente ela só quer ser respeitada;

5. Especial para mulheres: se todo mundo sentar a bunda na privada não vai haver transmissão de doenças, o que a tua mãe falou é loucura! (hehehe) O problema é quando ninguém senta que faz aquela sujeirada no banheiro todo, aquilo sim é perigoso!

6. Canadenses se abraçam!

7. A idéia que muitas pessoas tem de que devemos tenta nos misturar o máximo possível com os locais, ou seja, evitar ficar entre brasileiro, não é a melhor solução (digo isto porque eu pensava assim para melhorar o Inglês principalmente). No “exílio” a gente sente falta de casa, uma palavra amiga na própria língua pode fazer toda a diferença em um dia de “deprê”. Outras pessoas passaram e passam pelo mesmo que tu, procure amigos, dê a mão.

8. A pressão para encontrar emprego vinda “d'além mar” pesa, ainda que com a melhor das intenções sempre vem uma pressão das pessoas que ficaram na terrinha, isto pesa, tem dias que chega quase a sufocar. Para os que estão aqui: vai passar, é só preocupação dos que nos amam, procure amigos que estejam passando pelas mesmas coisas aqui e converse a respeito, vai fazer bem. Para os que ficaram na terrinha amada: no geral quem está aqui nesta situação já está preocupado e procurando emprego, ficar lembrando o tempo todo que continuamos desempregados não ajuda em nada, eu sei que é preocupação e amor, mas pesa.

9. E última: esta é a minha experiência, a de cada um é diferente. Tenho certeza que quando o Gleydin ler este post vai ter um monte de coisas pra discordar ou concordar, quero dizer, a experiência de cada um é única e rica, ler blogs é ótimo mas não entenda o que você lê aqui ou em qualquer outro como verdade absoluta, isto é apenas um reflexo de como eu percebo o mundo baseado na minha experiência pessoal.

HOMENAGEM:

Quero usar este espaço para fazer um agradecimento especial a duas pessoas muito importantes na minha vida: MEUS PAIS!

Gostaria de agradecer a vocês por todas as vezes que me ensinaram integridade. Por todas as noites em que me levaram pra dormir ao lado da cama de vocês porque estava com medo ou doente. Por me ensinarem os valores da vida. Por me proporcionarem a educação que me permitiu chegar até aqui e que vai me permitir ir mais longe. Por me amarem incondicionalmente. Por me apoiarem quando achavam que estava certa e por me dizerem não quando acreditavam ser errada. Por me ensinarem que todo mundo é digno de respeito.

Quero agradecer a minha mãe especialmente por me ensinar a rir da vida, a me divertir com os meus erros e a acreditar no próximo. E ao meu pai por me ensinar a assumir meus erros e responsabilidades e que as pessoas erram mas que nem por isto são simplesmente más.

Obrigada pelo amor de vocês. A saudade as vezes aperta, mas eu sei assim como vocês sabem que estamos sempre ligados de uma maneira ou de outra. Amo muito vocês!

3 comentários:

Anônimo disse...

Show de bola este seu post, retrata bem o dia a dia de uma pessoa batalhando um lugar em uma nova sociedade, as suas conquistas, frustrações, dificuldades, mas saiba, estamos no caminho certo, siga em frente e verás !!! Parabéns, vocês merecem, vocês são do bem, fé no papai do ceú que tudo dará certo no fim.
Beijos
Anderson, Fabiane e Júlia
Obs: Hoje o comentário é do Robeta, mas não poderia deixar as minhas princesas de fora, rs...
Um último detalhe: "ESTAMOS COM SAUDADE DE VCS !!! Gleydin, entra no skype, UDUDUDUDUDU !!!

Ravenia disse...

Eita meus afilhadinhos, vcs são sucesso só...sinto orgulho de vcs pela coragem, pelo amor um ao outro e pela determinação. Sinto falta demais de vcs. Sinto falta de ver vcs, mas sinto alegria pela alegria q estão vivendo. Amo vcs.
Ravenia

Ivelise disse...

Nossa Silvia, adorei seu relato e PARABENS pelas suas conquistas, vc estah indo no caminho certo! E nao se preocupe com o Ingles, em pouco tempo vc vai estar pensando e sonhando em English, pode acreditar porque acontece mesmo hehehe...

Beijao!