quinta-feira, 15 de maio de 2008

Brasil x Canadá ou Canadá x Brasil (ainda sobre o 1° ano)

Conforme prometido, vou continuar a série sobre o primeiro ano de Canadá. Vou pegar carona em umas mensagens de um dos blogs que acompanho desde que começamos o projeto de vir pra cá, o C.a.n.a.d.i.a.n.d.o. do Maurício e da Débora que já têm quase 4 anos de Canadá. Pra quem quiser conferir o post de 1 ano, clique aqui.

Ele fez uma comparação interessante, com uns tópicos bem resumidos. Vamos lá:

Trabalho

Começar a trabalhar no Canadá na minha área foi um pouco complicado, como alguns acompanharam a saga... Mas isso passado, só tenho elogios a fazer. As coisas são planejadas com mais carinho, você é cobrado por resultados, o ambiente é mais informal. Aí você vem e diz que isso se tem também no Brasil. Claro que tem, mas essa é a minha impressão! Rerererere... Já trabalhei em um punhado de lugar com planejamento ZERO, micro-gerenciamento e uma série de outros aborrecimentos. Flexibilidade no meu emprego é a palavra:

Canadá 1 x 0 Brasil

$$$ (ou Bancos)

Eu sempre evitei, evito e evitarei o máximo possível qualquer tipo de relacionamento mais "íntimo" com qualquer instituição bancária. O que eu puder fazer pra evitar passar na porta de uma agência eu faço.
Sem dúvida o sistema bancário brasileiro é espetacular, com tudo informatizado, bonitinho, compensações de cheques praticamente depois de 24 horas e tals. No Canadá a coisa é mais seca, digamos assim. São bem mais conservadores nesse quesito, mas nada que uma boa conversa com um gerente não resolva, e isso é bem fácil de ser arranjado. Via internet? Não deve nada pro Brasil, aliás é bem mais simples pagar uma conta, por exemplo. Empate técnico:

Canadá 2 x 1 Brasil

Dia-a-dia

Como tenho já enchido o saco de quem quiser escutar, não tem nada que pague a tranqüilidade de poder ir e vir sem se preocupar com nada, absolutamente nada! E moramos na cidade mais violenta de todo o Canadá!!! Se eles soubessem o que é ser uma cidade violenta... Bendita seja a relatividade! Pega Porto Alegre (que tenho conhecimento de causa) que é mais ou menos do tamanho daqui e aplique essa "lei da tranqüilidade". Consegue imaginar? Só vindo pra cá mesmo, viu. É complicado no começo, com aquele ranço que a gente tem, mas acostuma "facin, facin". :-) Incomparável, só isso:

Canadá 3 x 1 Brasil

Comida

Temos o privilégio de morar em um dos lugares com maior diversidade que se pode imaginar... Não é difícil achar nenhum tipo de cozinha que queira por aqui: japonesa (um em cada esquina), italiana, chinesa (viiiiiixe!!!), indiana, libanesa, árabe, grega, tailandesa, etc, etc e etc. Isso só pra ilustrar as mais populares encontradas nas cidades do Brasil. Cita um tipo aí que você goste que aqui você VAI ENCONTRAR. Vem com fé. Tem até uma churrascaria, mas não se empolgue muito. Rerererere...
No supermercado também é uma profusão de letreiros e nomes de coisas que você nem imaginava que existia; e ainda tem as lojas voltadas pra certas comunidades. Infelizmente não tem abundância de polvilho e nem tem queijo de Minas pra fazer aquele fenomenal pão de queijo.
Considerando que morávamos em Porto Alegre e que estávamos deveras satisfeitos com a variedade de lá, vou mandar mais um empate:

Canadá 4 x 2 Brasil

Trânsito

Tive uma surpresa negativa aqui ao constatar que tem carro pra ca***ho nessa cidade... Negativa porque tem toda uma "aura" de cidade verde por aqui, com forte apelo pra vida ao ar livre.
Quem é de São Paulo vai dar risada do trânsito de Vancouver. Eu que morei 3 anos na nossa megalópole e que já gastei 2h30m pra chegar em casa em um dia de chuva, em um percurso que se pode fazer em 25 minutos, sei bem o que é trânsito...
Eu não tenho do que reclamar, definitivamente. Moramos no centrão da cidade, não temos carro porque não precisamos e o sistema de transporte que uso todos os dias funciona muito bem. Você chega no ponto e 'tá anotado lá até o horário do próximo ônibus!!! Parece sacanagem mas é verdade e tem estado bem pontual desde que aportamos em terras vancouverites.
O metrô (Sky Train) é ótimo e como o nome diz tem uma vista privilegiada das montanhas; e a partir do ano que vem, dadas as Olimpíadas de Inverno de 2010, vamos ter ligação direta com o aeroporto. Os taxistas devem estar amando a idéia. Mais um golzinho:

Canadá 5 x 2 Brasil

TV (Programação)

Não temos acesso à TV, nem àquela da antena, sabe? Foi escolha nossa mesmo; temos TV em casa somente pra atender às necessidades da Sétima Arte e das séries em DVD ou baixadas (Dexter, Heroes, Lost, Smallville, Supernatural). Sim, somos viciados mesmo. Falando nisso, já 'tá quase na hora de botar o torrent pra torar.
TV do Brasil... Bem... Novela, Faustão, Gugu e compania limitada eu já não via mesmo, só aquele futebolzinho às quartas e domingos - que faz uma falta... AFFF... Placar congelado:

Canadá 5 x 2 Brasil

Sistema de Saúde

Canadá e Brasil tratam isso bem diferente; por aqui, tem-se o médico de família que cuida das generalidades e em caso especial você é encaminhado pra outro médico. É um "clínico geral", digamos. Conseguimos achar uma médica brasileira aqui - excelente!!! - e até que não deu tanto trabalho assim, e tivemos sorte que ela estava aceitando pacientes. Ir no médico e ficar desvendando termos em outro idioma pra descrever aquela dor na espinhela não deve ser muito fácil... Rererererere...
As receitas médicas são todas registradas no sistema da província e se foi passado 15 comprimidos, não é 14 nem 20, são 15, contadinhos mesmo, cobrados por unidade. Não é totalmente gratuito aqui na Colúmbia Britânica e tem algumas coisas que não são cobertas, como por exemplo, oftalmologista. Mas, se você está empregado geralmente essa pontinha que sobra o plano da empresa cobre.
No Brasil a gente pagava plano de saúde particular, CPMF (em tese aplicada na saúde! Rerererererere...) e INSS. A situação geral não é das melhores e não preciso ficar chovendo mais ainda no molhado, mas graças a Deus a gente sempre foi privilegiado e teve condições de ter um acesso melhor a isso. E das vezes que precisamos usar o serviço público, funcionou tudo direitinho. Controverso, mas vou dar mais um gol pra cada lado:

Canadá 6 x 3 Brasil

Política

Seria muita ilusão minha achar que no Canadá os políticos são mais bonzinhos. Rererererere... Tapinha nas costas, lobbys e coisas do gênero devem ser mesmo próprias do ser humano, sei lá, viu...
Uma vantagem é que o número de escândalos de tal área não é tão alarmante como no nosso Verdelindo; ou eles escondem melhor as cag***s ou são mais sérios mesmo:

Canadá 7 x 3 Brasil

Família/Amigos

Essa é a conta que se paga por fazer tal escolha. Quem é que não tem vontade de estar perto de todas as pessoas que gosta sempre? Das QUE GOSTA, eu falei!!! Rererererere... Se pudéssemos trazer todos os nossos malas nas malas, não teria lugar mais perfeito.
Arrumamos uns bons amigos por aqui, poucos é verdade, mas toda aquela bagagem emocional do Brasil 'tá aqui com a gente:

Canadá 7 x 4 Brasil

Clima

Nunca escondi de ninguém que não gosto de calor... Sou 60% Tony Ramos e pra quem não é, não faz idéia o quanto um calor com umidade de 40° não é bom quando se precisa ir trabalhar todos os dias, estudar, levar o carro na oficina...
O clima daqui não poderia ser mais ameno: raramente temperaturas abaixo de zero no inverno e máximas que não passam de 35° no verão. Me desculpem os defensores do tropicalismo, mas calor só é bom quando se está de férias, e pra isso a gente vai no Brasil:

Canadá 8 x 4 Brasil

Idioma

Outra vez graças a Deus não tivemos grandes dificuldades com o inglês, exceto pelos raros contatos com falantes do sotaque australiano! Rerererererere... AFFF... Claro que eles devem reclamar do meu sotaque também; alguns acham engraçado, outros até bonitinho. Que nem gringo no Brasil tentando falar português... A gente sempre tenta ajudar, não tenta? Às vezes não damos risada também e valorizamos o esforço do sujeito? Pois é... Isso acho que funciona em qualquer idioma ou situação. Chega em uma loja cujos donos sejam chineses e cumprimenta eles com um "nirráo" que eles já vão se sentir confortáveis. Não vai funcionar 100% dos casos, é claro! Rerererere...
O outro lado é que tem coisas que nunca vão soar naturais pra mim em inglês... Imagina um carioca tentando falar "tchê" que nem gaúcho e um paulista soltando um "uai" que nem mineiro? É mais ou menos assim que me sinto algumas vezes. E tem algumas palavras que simplesmente não são encontradas pra certas situações.
"Minha pátria é a língua portuguesa", já escrevia Fernando Pessoa:

Canadá 8 x 5 Brasil

Serviços Públicos

Ainda não me "aprofundei" no assunto nessas bandas, mas o que tenho precisado, visto e ouvido falar é que tudo é tratado da forma mais profissional possível. Você chega a uma "autarquia" e é recebido como um cliente mesmo; quando vai pagar alguma "taxa", geralmente o governo aceita até cartão de crédito! Rerererere... Estranho se deparar com isso, mas é perfeitamente normal pros caras.
O funcionário público é um trabalhador como outro qualquer, tem processo de seleção, entrevista, etc. O governo e seus tentáculos são uma empresa mesmo, 'tá ali é pra te atender.
Exemplo recente, recebi em casa 2 cheques do plano de saúde da província porque paguei a mais por 2 meses... É mole? Pra nós brasileiros infelizmente é sensacional; pra canadense é como ir comprar um sanduba na carrocinha do cachorro-quente:

Canadá 9 x 5 Brasil

Mais uma vez lembrando que essas são as minhas impressões, por favor. E o placar nem foi tão elástico assim! Rererererere... No caso da língua, por exemplo, não quer dizer que é melhor falar português, só me sinto mais confortável. O inglês sai fluentemente, mas dá umas engasgadas. Rererererere...

Cada um tem suas vantagens, apelos e comodidades, mas a exemplo do post lá do Maurício, diria que estamos propensos ficar 100% por aqui mesmo. Isso aqui é bom demais!!!

Só espero que ele não cobre direitos autorais... 'Tô citando a fonte e tudo mais, hein! :-)))

Abraços!

7 comentários:

Sandro e Família disse...

Parabéns pelo post de um ano e as suas opiniõs contam bastante principalmente para quem está indo para Vancouver.
Será que a médica brasileira ainda está aceitando pacientes novos ?

Abração

Anônimo disse...

Vc ja está "Canadenciado". Ai pode ser bom , mas acho que vc está puxando muito a sardinha para o seu lado. Belo post , respeito a sua opnião mesmo não concordando com ela.

Cau disse...

E vai puxar a sardinha pro lado de quem? Da rainha Victoria??? kkkkk

Ótimo que está tudo dando certo. Cada um se sente de um jeito no processo de imigração e se vocês se sentem felizes, prova que a decisão foi acertada. E o melhor é que como não foi um placar elástico, significa que vocês conseguem ver que o Brasil não é o pior lugar do mundo. :)

Ivelise disse...

Adorei este post, apesar de que eu daria uns pontos a mais para o Canada hehehe... mas que legal ver vcs tao bem aqui depois de 1 ano apenas, sinal que eu nao sou a unica que ADOROOO este pais, yehhh!!!

Parabens!!!
:-)

Ewellyne.lopes disse...

Olá! Meu marido e eu nos mudamos há menos de um mês para Vancouver e estamos nos encontrando por aqui ainda. Estamos com boas impressões da cidade também e acreditamos que será uma boa experiência morar por aqui. Gostaria de pedir, se não for um problema para vocês, que informassem o nome dessa médica brasileira. Com certeza é bem mais tranquilo falar com um médico em sua própria língua ;-)

Đٲąทgεℓą disse...

ahhh adorei esse post! n teve jeito msm de virar o placar hehehe, fazer o q se eh a realidade neh?!
parabens pelo 1 ano de canada! q mto e mtos ainda venham c mta prosperidade e suce$$o pra vcs ;)

Anônimo disse...

ish, eu nasci no canada e vivi a maior parte da minha vida em toronto....mas mudei para brasil, prefiro brasil mil vezes, nao entendo a vontade de imigrar para o canada