segunda-feira, 26 de fevereiro de 2007

O começo...

Estou começando hoje este blog, mas hoje não é o começo da nossa saga. Acho que tudo começou dia 18/07/1978 às 18h20min, mais precisamente o dia em que nasci (hehehe). Mas como tenho certeza que isto não vai interessar pra maioria de vocês vamos começar de hoje, dia 26/02/2007, o dia que marca o início da contagem regressiva, daqui a um mês estaremos embarcando para a nossa nova aventura, o novo ponto de início da Operação Canadá Urgente (OCU)!
Mas antes uma breve retrospectiva...
A OCU teve início em jun/2005 quando meu marido e eu sentamos, conversamos, analisamos e decidimos que iríamos nos inscrever no processo de imigração do governo canadense. A partir daí a ansiedade foi só aumentando.
Em julho do mesmo ano ambos fizemos o IELTS, teste de língua inglesa necessário para o processo. Juntamos os documentos necessários, preenchemos os formulários e enviamos tudo para o Consulado em São Paulo em out/2005.
Em dez/2005 nosso processo foi aberto e recebemos uma correspondência dando duas datas para recebermos mais instruções. A primeira data passou em brancas nuvens (para o meu total desespero) e na segunda, out/2006, recebemos a solicitação para realização dos exames médicos. No dia que o médico, super atencioso, me ligou avisando que esta tudo certo e estaria enviando os nossos exames no dia seguinte foi uma explosão de emoções. Até porque foi meu primeiro teste de HIV da vida hahaha...
Em dez/2006 recebemos outro comunicado do Consulado para que pagássemos as taxas e enviássemos os passaporte e, finalmente em 17/01/2007 recebemos nosso vistinho querido!!!
Durante todo este período procurei não fazer muito alarde com a situação, o fato de falar no assunto já me deixava mais apreensiva do que gostaria de ficar, por este motivo não contei para muitos amigos e família que amo muito. Pra vocês peço desculpas, mas foi melhor pra mim e resolvi ser egoísta por instinto de sobrevivência.
Hoje, com visto na mão, passagem comprada e a primeira mala já fechada passo a compartilhar com todos estes dias de mudanças.
Nesta fase o mais difícil está sendo decidir o que levar e o que não levar. Vender o móveis e o carro também não é tarefa fácil que gera muita expectativa, mas a estas coisas não sou apegada, acredito que estou fazendo a escolha certa e que lá teremos condições de comprar tudo de novo, sem falar que a maioria dos imóveis já são alugados com móveis. O difícil mesmo é escolher entre os meus livros (em português) os que vão e os que ficam, se ficam... com quem? Meus quadros e alguns artesanatos que foram feitos por pessoas queridas e presenteados e momentos especiais, aniversários, casamento, formatura... Estas coisas sim têm um valor que eu não estou conseguindo me desfazer.
Tudo na vida é uma questão de escolha. Eu escolhi mudar. Zerar o cronometro e começar de novo, isto implica me desligar de várias coisas e preparar os cérebro para um milhão de novos estímulos.
A família é outro ponto que faz a garganta dar nó, mas já moramos no RS enquanto os pais e irmãos moram em MG, estamos acostumados com a distância. Não vai ser fácil, mas foi outra escolha que acredito ter sido a melhor.
Sejam todos bem vindos e até outro dia.

Um comentário:

fabianebuenob disse...

Silvia, só tu mesmo para criar este nome confesso que dei muita risada...Adorei!Adorei!Parabéns!!!

Inté.

Fabiane Bueno